dest.3

O óleo mineral também conhecido por outros nomes como, óleo base, óleo branco, parafina líquida e vaselina líquida, se dá pelo refinamento do petróleo.

O processo de transformação até chegar ao óleo mineral provém da destilação do petróleo bruto em junção com a pressão atmosférica, que com a mistura de diversos hidrocarbonetos origina o óleo mineral.

Esse tipo de óleo tem várias finalidades e sua base é utilizada para outros produtos também. Dentre eles, existem duas categorias: os lubrificantes e os não lubrificantes.

A Lubrisint possui uma linha completa de óleos minerais lubrificantes. Esse tipo de produto atende desde equipamentos eletrônicos, cárter e caixas de engrenagem e possui ótima demulsibilidade para compressores de ar, parafusos, sistemas hidráulicos e evitam a formação de vernizes e oxidação das tubulações.

Lubrificantes x Não lubrificantes

Óleos lubrificantes são bastante utilizados no dia a dia. Máquinas motorizadas e automóveis são dependentes desse produto para o seu funcionamento adequado. Os óleos base para lubrificantes são utilizados em máquinas, motores, engrenagens, fluídos de transmissão, fluídos hidráulicos, entre outros. A sua principal característica é formar uma película protetora entre dois espaços, tantos móveis ou um fixo e outro móvel, com a finalidade de diminuir o atrito em as partes.

Já os óleos não lubrificantes são usados em óleos de pneu, sprays agrícolas, tintas para impressão, óleos para cosméticos, alimentos e fármacos, por exemplo. Esse tipo de óleo mineral é muito conhecido por estar no ramo alimentício, de medicamentos e de cosméticos e tem inúmeros benefícios como hidratante para a pele e cabelo, base de medicamentos, etc.

art.3.1 (1)

Óleo mineral x Óleo sintético

O óleo lubrificante mineral é resultado de uma combinação de aditivos e óleos básicos obtidos pelo refino do petróleo. Embora sejam os produtos mais comuns e utilizados no mercado – sendo aplicados em motores tanto a gasolina com a diesel -, o óleo mineral não é tão desenvolvido quanto o sintético e semissintético.

As principais características do óleo mineral são: preço mais acessível, consegue atender as necessidades de carros mais antigos e por ter um ciclo menor de duração, demanda de uma rotatividade maior de troca.

O óleo sintético, como o próprio nome já diz, é produzido a partir da mistura de óleos básicos sintéticos e aditivos. O termo sintético se refere a manipulação que o óleo sofreu, isto é, foram feitas mudanças para que o óleo se tornasse mais aprimorado que o óleo mineral e o óleo semissintético. Além de ter maior durabilidade devido a essa modificação, a composição química dos óleos sintéticos é mais refinada, garantindo uma menor oxidação nas peças lubrificadas.

O uso do lubrificante sintético é mais indicado para situações que exigem bastante do motor do automóvel ou situações que coloquem o maquinário em constante uso. Por exemplo: o uso diário do carro ou moto em trânsitos constantes, como ocorre nas grandes cidades do Brasil e do mundo.

Procurando soluções em lubrificação, lubrificantes especiais e de grau alimentício? Leia mais no aqui no blog, conheça a Lubrisint e nossos produtos!

Vinícius de Medeiros

Diretor Técnico-Comercial – LATAM da AVIA-Lubrisint, atua no mercado de lubrificantes especiais e produtos químicos a mais de 25 anos com vasta experiência em aplicações e soluções. Engenheiro Químico e Administrador de Empresas, tem baseado sua carreira em servir aos clientes, sempre com grande expertise e total disponibilidade e confiabilidade. Atualmente coordena a empresa em seus projetos e planos de expansão.

Deixe um comentário!